Notícias sobre a saúde da Liane

12017624_1046530448702269_6714804759087736910_oQuerida FAMÍLIAE,
Paz e bem!

A FEAE tem que fazer um comunicado que nos entristece muito!
Nossa amada voluntária Liane Castrillon, está gravemente enferma, internada em hospital de Campinas.  O motivo deste é pedir que formemos uma forte corrente de oração por ela e seus familiares nesta hora difícil.  A família quer um pouco de privacidade entorno da Liane, sem muitas visitas ou telefonemas, assim me comprometo a mantê-los avisados.

Na certeza de poder contar com cada um nesta tarefa de gratidão por nossa querida líder,
Agradeço.
Luiz Fernando Cauduro

Crack: como acabar com essa epidemia que devasta o país

É seguro dizer que o problema do crack não está mais localizado apenas em grandes centros. Na verdade, o consumo crescente de drogas em municípios de todos os portes é um fenômeno registrado pelo mundo. Apesar de não ser uma exclusividade brasileira, há aproximadamente uma década o país vivencia um estrondoso aumento de pontos de vendas de drogas, sendo cada vez mais comuns as notícias de aumento do consumo, ou de apreensões, em seu território, inclusive no interior.

Continue lendo Crack: como acabar com essa epidemia que devasta o país

Crimes por drogas representam 64% das prisões de mulheres

No Brasil, a probabilidade de uma mulher presa ter ido para a cadeia por crime relacionado a drogas é 2,46 vezes maior do que entre os homens encarcerados. Em 2014, 64% das mulheres presas estavam nessa situação pela prática de crimes de drogas – como o tráfico ou o estoque de substâncias ilícitas. Entre os homens, a taxa era de 26%. Entre os presos dos dois gêneros, aumentou a ocorrência de crimes relacionados a drogas. Em 2005, 49% das condenações que resultaram em mulheres presas eram referentes a crimes de drogas. Para os homens, o índice era de 13% em 2005.

Continue lendo Crimes por drogas representam 64% das prisões de mulheres